Está aqui

Está aqui

  • Babita Devi, uma Pashu-Sakhi, presta cuidados preventivos de saúde e melhora as práticas de criação de cabras numa aldeia de Muraul Block, Muzaffarpur, Bihar.
    AKDN / Mansi Midha
Programa Aga Khan de Apoio Rural
Projeto "Mesha": Celebração do Dia Internacional das Mulheres Rurais

No estado de Bihar, no leste da Índia, o Programa Aga Khan de Apoio Rural está a implementar um programa de desenvolvimento da pecuária rural para mulheres intitulado Projeto Mesha. Apoiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, o programa desenvolve o conhecimento e as competências das mulheres enquanto 'pashu sakhis' ou “amigas dos animais”. As mulheres, que agem como enfermeiras de cabras no seio das suas comunidades, recebem formação para providenciar serviços preventivos de saúde básicos de baixo custo aos animais. Estes serviços não se destinam apenas a melhorar a saúde e a produtividade das cabras, mas também têm como objetivo aumentar a independência financeira das mulheres em geral. As pashu sakhisaumentaram significativamente os seus rendimentos.

Atualmente, o Projeto Mesha apoia mais de 23 000 famílias na zona rural de Bihar. Cada mulher é formada para apoiar até 200 famílias. Está em andamento o processo de formação de mulheres suficientes para apoiar 50 000 famílias. Considerada uma das melhores formas de gerar rendimentos para as mulheres, a criação de cabras é igualmente considerada uma atividade financeiramente lucrativa.

O investimento na agricultura, especialmente para as mulheres de regiões rurais, é uma forma de quebrar o ciclo de pobreza de algumas das mulheres mais pobres do mundo, muitas das quais dependem da agricultura para sobreviver. A criação de oportunidades económicas permite que as mulheres eduquem os seus filhos, proporcionem às suas famílias alimentos nutritivos, poupem dinheiro e transformem inevitavelmente as suas vidas e as vidas das suas comunidades.

Tal como o Projeto Mesha, os Programas de Apoio Rural da Fundação Aga Khan são baseados no princípio de que as comunidades podem tomar posse do seu próprio desenvolvimento através da criação e de um bom funcionamento de organizações representativas das aldeias. O primeiro Programa de Apoio Rural da AKF, estabelecido no norte do Paquistão em 1983, já replicado em vários outros contextos. As intervenções de desenvolvimento rural da AKF chegam hoje a mais de 8 milhões de pessoas que vivem em zonas remotas e frequentemente marginalizadas na Ásia Central e do Sul e na África Oriental e Ocidental.

[Veja também a galeria de fotos]