Está aqui:
Está aqui:

Está aqui:

AKDN in Afghanistan

Atividades da AKDN no Afeganistão

A Rede Aga Khan de Desenvolvimento (AKDN) iniciou a sua operação no Afeganistão em 1996, tendo começado por distribuir ajuda alimentar durante a guerra civil do país. Desde 2002, a AKDN e os seus parceiros já investiram mais de mil milhões de dólares no apoio ao desenvolvimento do país. A abordagem integrada da Rede combina recursos económicos, sociais e culturais. Os seus projetos económicos abrangem mais de 240 cidades e vilas nas 34 províncias do país. Os seus esforços de desenvolvimento social e trabalho humanitário estão concentrados em 61 distritos de sete províncias, tendo impacto em mais de 3 milhões de pessoas. Os seus programas culturais a funcionar em Cabul, Herat, Balkh e Badakhshan, já restauraram mais de 90 edifícios históricos. 

Além das suas próprias agências, a Rede Aga Khan de Desenvolvimento trabalha para fortalecer os sistemas mais abrangentes das instituições afegãs. Por exemplo, o trabalho de administração da Fundação Aga Khan (AKF) é coordenado em conjunto com o Ministério da Reconstrução e Desenvolvimento Rural do Afeganistão e a Direção Independente de Administração Local para assegurar uma abordagem que esteja em consonância com as prioridades do governo. Na área da educação, a Fundação Aga Khan trabalha em conjunto com o Ministério da Educação do Afeganistão com o intuito de desenvolver os níveis de competências do pessoal ministerial a nível provincial e distrital. 

A Rede também trabalha em estreita colaboração com o setor privado, incluindo a Câmara de Comércio nacional e as suas afiliadas regionais, associações empresariais e empreendedores que estejam a criar postos de trabalho e rendimentos para famílias rurais em situação vulnerável. As organizações locais da sociedade civil também saem fortalecidas enquanto parceiros essenciais. Em Bamyan, por exemplo, certos grupos da sociedade civil afegã apoiados pela Fundação Aga Khan começaram a implementar programas de poupança comunitária em distritos fora da área de ação da AKF. 

A abordagem da AKDN baseia-se na crença de que o desenvolvimento global de uma área, liderado pelas instituições afegãs e apoiado em parcerias entre o governo, as empresas e a sociedade civil, é o caminho mais seguro para garantir a transição do Afeganistão para a estabilidade e prosperidade. Para concretizar o desenvolvimento de uma área, todos os parceiros devem assumir compromissos de longo prazo, e os investimentos coordenados devem responder às prioridades estabelecidas pelas comunidades locais e pelos seus representantes eleitos.