Está aqui

Está aqui

  • Agricultores em Badakhshan, no Afeganistão. Nas montanhas remotas das terras altas centrais e do nordeste, a insegurança alimentar é um problema particularmente grave devido à seca e a uma curta estação de cultivo.
    AKDN / Sandra Calligaro
Fundação Aga Khan
Subvenção da UE para ajudar mais de 100 000 afegãos e as suas comunidades

Junho de 2022 - Com base nas suas relações de longa data com a União Europeia (UE) no Afeganistão, a Fundação Aga Khan (AKF) assinou um acordo de subvenção com o seu ramo humanitário. A subvenção de 2,8 milhões de euros irá reforçar os esforços em curso da AKF de apoio ao povo do Afeganistão no meio de uma das crises humanitárias mais terríveis do mundo.

As necessidades humanitárias no Afeganistão continuam a aumentar, com um número estimado de 24,4 milhões de pessoas com carências e 23 milhões em situação de crise ou com níveis de emergência de insegurança alimentar. As áreas montanhosas das terras altas centrais e do nordeste já enfrentavam uma elevada insegurança alimentar antes de Agosto de 2021, devido ao seu isolamento, poucas propriedades agrárias, seca, e uma curta estação de cultivo. Os choques políticos e económicos no rescaldo de Agosto de 2021 agravaram esta situação, deixando muitos sem acesso a alimentos ou água em quantidades suficientes.

Através deste projeto de resposta a emergências ao longo de 12 meses, a AKF, juntamente com a Agência Aga Khan para o Habitat, irá chegar a quase 100 000 pessoas em situação vulnerável e afetadas pela seca com assistência capaz de salvar vidas.

Mais de 35 mil pessoas irão receber apoio alimentar de emergência através do fornecimento de um cabaz de bens básicos, suficiente para alimentar uma família de sete pessoas. Sempre que possível, esta assistência será prestada em numerário para apoiar a economia local.

Para resolver a forte escassez de água potável segura devido à seca e aos sistemas de abastecimento de água danificados, reduzir a prevalência de doenças transmitidas pela água e mitigar os riscos para as mulheres e raparigas que viajam longas distâncias para recolher água, o projeto irá reabilitar ou construir 68 poços e sistemas de tubagens de água que irão beneficiar mais de 20 000 pessoas.

akf-afghanistan-river.jpg

As mudanças ambientais no Afeganistão estão a afetar o abastecimento de água, assim como os meios de subsistência agrícolas.
Copyright: 
AKDN / Sayed Habib Bidel

Além disso, dado que muitas sanitas ficaram danificadas ou destruídas durante o conflito, deixando muitas pessoas deslocadas sem instalações de saneamento, o projeto irá reabilitar 1300 sanitas, beneficiando pelo menos 9100 pessoas. Isto irá ajudar a reduzir as doenças transmissíveis e a melhorar a segurança e a dignidade das comunidades, particularmente de mulheres e raparigas. Para complementar estas atividades e resolver a falta de acesso a itens de higiene decorrente da redução dos rendimentos e da disponibilidade nos mercados, serão entregues kits de higiene a 6000 famílias.

Por fim, o projeto irá apoiar os meios de subsistência dos afegãos das zonas rurais através da proteção do gado. Devido ao período atual de seca e a outros anteriores, à paralisação dos serviços veterinários desde Agosto de 2021 e ao acesso limitado ou inexistente a insumos (alimentos, medicamentos), as taxas de mortalidade dos animais aumentaram drasticamente, ao passo que os níveis de produtividade diminuíram. Isto tem um impacto direto nos rendimentos dos agricultores. Em resposta, o projeto irá apoiar cerca de 16 000 agricultores com serviços e medicamentos de saúde animal de emergência, para além de disponibilizar alimentos a mais de 2000 agricultores e sementes forrageiras a mais 500.

akf-afghanistan-vet.jpg

Um veterinário administra um medicamento a um vitelo na província de Takhar, no Afeganistão.
Copyright: 
AKDN / Sayed Habib Bidel

A AKF está a trabalhar para reforçar a resiliência das comunidades afegãs vulneráveis, para que estas estejam mais bem equipadas para responder à natureza evolutiva desta crise. Está firmemente comprometida com a população do Afeganistão e irá continuar a fomentar parcerias com o objetivo de prestar um apoio eficaz, sustentável e relevante a nível local.

Conheça os nossos outros programas no Afeganistão e o nosso compromisso global de prestar assistência durante e após esta crise.

Financiado pela União Europeia. No entanto, os pontos de vista e opiniões expressos não refletem necessariamente os da União Europeia ou das Operações Europeias de Proteção Civil e Ajuda Humanitária. Pelo que nem a União Europeia nem a autoridade concessora podem ser responsabilizadas por elas.