Está aqui

Está aqui

  • A situação atual no Afeganistão é incomparável, com a ONU a reportar que existem mais de 24 milhões de pessoas a necessitar de ajuda humanitária para sobreviver.
    AKDN / Kiana Hayeri
Fundação Aga Khan
Novos subsídios para apoiar as iniciativas de ajuda humanitária no Afeganistão

O Afeganistão enfrenta atualmente a mais grave crise humanitária do mundo. Nos próximos meses, prevê-se que 97% da população fique a viver na pobreza, com a maioria a viver com menos de 2 dólares por dia. A ONU informa que os níveis de segurança alimentar têm caído a um ritmo nunca visto noutros locais num período tão curto, com metade da população a enfrentar uma fome aguda. Neste momento extremamente desafiante, o Afeganistão precisa de solidariedade internacional.

Ao recorrer a parcerias de longa data com doadores internacionais, a Fundação Aga Khan (AKF) redobrou os seus esforços de apoio ao povo do Afeganistão, criando vários programas focados na prestação de apoio humanitário, reforçando os cuidados de saúde e educação, e reconstruindo os meios de subsistência locais.

Nas últimas semanas, a AKF assinou novos subsídios humanitários com os seguintes parceiros no sentido de ajudar a aliviar o sofrimento de milhões de afegãos.

Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação

A AKF assinou a concessão de dois novos subsídios com a Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação (SDC) para prestar um apoio essencial ao povo afegão.

O primeiro subsídio irá servir para melhorar a segurança alimentar de mais de 9500 famílias nas províncias do norte e centro do Afeganistão. Ao longo dos próximos quatro anos, a AKF irá trabalhar com pequenos agricultores e famílias regidas por mulheres para impulsionar a produção, gerir de forma sustentável os recursos naturais e criar resiliência a desastres naturais. Serão desenvolvidos planos personalizados de segurança alimentar e subsistência a nível das famílias e serão implementados planos semelhantes ao nível comunitário para apoiar no desenvolvimento de infraestruturas públicas, na gestão de bacias hidrográficas e num melhor acesso ao financiamento.

O segundo subsídio será destinado à segurança alimentar e aos meios de subsistência de emergência, com um foco dedicado na preservação, e irá ajudar a dar resposta às necessidades urgentes de mais de 3,5 milhões de pessoas.

akf-afghanistan-img_5727-scaled.jpg

Um grupo de agricultores apoiados pelo programa da SDC.
Copyright: 
AKDN / Sayed Habib Bidel

Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha

Com o apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, a AKF está a trabalhar para melhorar o acesso a serviços de saúde, nutrição e psicologia capazes de salvar vidas de mais de 360 000 pessoas em seis províncias do norte e centro do Afeganistão (Badakhshan, Takhar, Baghlan, Samangan, Bamyan e Daikundi). Este programa irá também prestar apoio ao Instituto Médico Francês para Mães e Crianças (FMIC) em Cabul.

O programa incidirá na redução da mortalidade materna, neonatal e infantil, na redução da propagação de doenças infeciosas, incluindo a Covid-19, e na melhoria da saúde e nutrição infantil.

O Grão-Ducado do Luxemburgo, através da Fundação PATRIP

O sistema de saúde do Afeganistão tem estado sob enorme tensão nos últimos meses. Como resposta, a irá AKF providenciar serviços móveis de saúde e nutrição de emergência a nível comunitário nas províncias de Badakhshan, Takhar e Baghlan, com o objetivo de melhorar o acesso a populações vulneráveis nestes locais com acessos difíceis.

Este subsídio irá apoiar seis equipas móveis de saúde comunitária para que cheguem a quase 50 000 pessoas em situação vulnerável, incluindo mulheres grávidas e mães recentes, crianças, pessoas deslocadas internamente, pessoas com deficiência, prisioneiros e comunidades nómadas.

akf-afghanistan-img_6441-scaled.jpg

Um inverno rigoroso agravou as condições já severas enfrentadas por milhões em todo o país.
Copyright: 
AKDN / Sayed Habib Bidel

Fundação Hilton

Através deste programa de resposta humanitária, a AKF irá chegar a mais de três milhões de pessoas em oito das províncias das terras altas centrais do Afeganistão com apoio de emergência, assistência alimentar, medicamentos e serviços de saúde.

A parceria irá investir em intervenções lideradas pelas comunidades que irão fortalecer a resiliência das populações locais e apoiar a recuperação dos meios de subsistência. Por exemplo, estamos a contratar moradores locais para apoiar na prestação de serviços urgentes.

akf-afghanistan-registering-people-to-receive-aid-4-scaled.jpg

Um funcionário da AKF faz o registo de membros da comunidade para receberem ajuda alimentar.
Copyright: 
AKDN / Sayed Habib Bidel

Hilfswerk International

Algumas áreas do Afeganistão enfrentam temperaturas gélidas durante os meses de inverno, particularmente nas regiões montanhosas mais remotas. Para melhorar a resiliência das comunidades mais afetadas por estas condições meteorológicas extremas, a AKF assinou a concessão de um subsídio com a Hilfswerk International para o fornecimento de roupa de cama de inverno e isolamento para os solos às famílias que necessitem em Wakhan, no norte do Afeganistão. O programa está também a oferecer ajuda alimentar de emergência às famílias vulneráveis da região.

Através destes programas, a AKF está a trabalhar para reforçar a resiliência das comunidades afegãs vulneráveis, para que estas estejam mais bem equipadas para responder à natureza evolutiva desta crise. Estamos firmemente comprometidos com a população do Afeganistão e continuaremos a fomentar parcerias com o objetivo de prestar um apoio eficaz, sustentável e relevante a nível local.