Está aqui

Está aqui

  • AKDN
Centro de Recursos de Cibermedicina da AKDN
Consultas de telepsiquiatria

O Programa de Cibermedicina da AKDN oferece serviços de telepsiquiatria nas unidades de saúde da AKDN nos distritos paquistaneses de Gilgit-Baltistão e Chitral. Nestas unidades, os pacientes podem aproveitar as teleconsultas de psiquiatria em tempo real com especialistas do Centro Médico Aga Khan de Gilgit e o Hospital da Universidade Aga Khan de Karachi. 

O Serviço de Saúde Aga Khan no Paquistão, a Universidade Aga Khan (AKU), o eHRC AKDN e o corpo docente da Universidade de Dalhousie, no Canadá levaram a cabo um estudo para avaliar a eficácia dos serviços de telepsiquiatria disponibilizados nos Centros Médicos Aga Khan de Booni, em Chitral, e Gilgit e em outros centros de saúde nos distritos de Gilgit-Baltistão e Chitral. 

Este estudo procurou recolher as experiências e perceções dos pacientes em relação aos serviços de telepsiquiatria no que ao acesso, qualidade e custo dos serviços de saúde diz respeito. Durante o ano de 2015, procedeu-se à aquisição do equipamento; ao desenvolvimento e validação de ferramentas de recolha de dados; ao desenvolvimento e teste de uma aplicação móvel para auxiliar na recolha de dados; e ao recrutamento e formação de agentes de recolha de dados. 

Em 2016, os agentes de recolha de dados recolheram dados quantitativos e qualitativos. O estudo adotou um modelo de métodos mistos. A recolha de dados qualitativos incluiu uma investigação exploratória descritiva na qual as experiências e perceções dos pacientes dos serviços de telepsiquiatria foram avaliadas através de entrevistas. A aplicação móvel desenvolvida pelo eHRC AKDN, Aplicação de Investigação em Telepsiquiatria, ajudou a obter a reação dos pacientes. Os dados quantitativos foram recolhidos através de questionários em papel, avaliando o acesso, a qualidade e o custo dos serviços de saúde. Os dados quantitativos também foram recolhidos pela avaliação por parte do psiquiatra do Exame do Estado Mental (EEM) dos pacientes.   

Os resultados do estudo sugeriram que os pacientes em geral estavam satisfeitos por ter consultas psiquiátricas em instalações próximo de suas casas. Quase todos os participantes concordaram que os serviços de telepsiquiatria levaram a uma redução significativa no tempo e nas despesas de viagem e alojamento. Dos 214 pacientes entrevistados, 41% afirmaram conseguir consulta no espaço de uma semana; 18% afirmaram ter chegado aos centros de saúde dentro de uma hora; e 67% relataram uma redução no custo do tratamento. 34% consultaram um psiquiatra pela primeira vez, enquanto 76% afirmaram que a sua experiência geral de atendimento foi excelente; 98% sentiram-se confortáveis ​​em interagir com o psiquiatra através das teleconsultas; e 99% afirmaram que usariam os serviços novamente e recomendam-nos também a outros que necessitem. 

Durante 2017, os resultados da investigação foram divulgados em várias conferências nacionais e internacionais e em sessões de consciencialização ao nível da comunidade local. As apresentações foram feitas na Sétima Conferência Científica Internacional Anual do FMIC no Instituto Médico Francês para Crianças em Cabul, Afeganistão; na Conferência Canadiana sobre Saúde Global, em Ottawa, Canadá; e no Seminário de Fortalecimento dos Sistemas de Saúde da Ásia Central em Bisqueque, República do Quirguistão. Do mesmo modo, foram realizadas sessões de consciencialização ao nível profissional e comunitário em Gilgit-Baltistão e Chitral, no Paquistão, locais onde estes serviços são oferecidos. 

O estudo foi iniciado em Abril de 2015 e concluído em 2017, tendo sido financiado pela Global Affairs Canada e pela Fundação Aga Khan Canadá.

[Centro de Recursos de Cibermedicina da AKDN]