Está aqui

Está aqui

  • No âmbito da investigação da AKAH, um membro da equipa examina o potencial de desastres, como terramotos, deslizamentos de terras e cheias, e procura determinar um local seguro para os moradores.
    AKAH
Agência Aga Khan para o Habitat
Utilizar a tecnologia para proteger vidas e património no Tajiquistão

A AKAH e o AKPIA unem-se a parceiros no projeto de relocalização de Basid.

Basid é uma aldeia situada a 2367 metros de altitude nos vales das Montanhas Pamir da região de Oblast Autónomo de Gorno-Badakhshan (GBAO), no Tajiquistão, e apenas um dos muitos povoados que estão constantemente em risco de desastres naturais, como quedas de rochas, enxurradas de lama e avalanches, neste país altamente montanhoso.

Niyozbek, chefe da aldeia de Basid, observou: “Quero ser relocalizado para um novo local seguro e que ofereça mais oportunidades ao nível da agricultura, da água e das pastagens. A nossa aldeia é frequentemente visitada por desastres como terramotos, deslizamentos de terra e cheias, e não podemos continuar a viver com medo...”

Quando Basid se viu ameaçada pelo terramoto de 2015 e por outro desastre - o transbordo da barragem de Usoi no lago Sarez -, a Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH), o Programa Aga Khan para a Arquitetura Islâmica (AKPIA) do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e a KVA (Kennedy & Violich Architecture Ltd), firma de arquitetura com sede nos EUA, entraram em ação, colaborando na utilização de tecnologia e inovação para projetar um caminho para uma possível relocalização da aldeia.

A metodologia deste projeto baseou-se na Estrutura de Planeamento de Habitats da AKAH, com provas dadas ao longo do tempo, que inclui imagens 3D de drone, para a sua abordagem de design com base na comunidade, a qual identifica alternativas de relocalização e design que ofereçam povoados seguros para os seus residentes.

akah-tajikistan-tech_staff_lanching_a_drone_r.jpg

A Estrutura de Planeamento de Habitats da AKAH, com provas dadas ao longo do tempo, que inclui imagens 3D de drone, identifica alternativas de relocalização e design.
Copyright: 
AKAH

A Diretora para o Planeamento e Inovação de Habitats da AKAH, Kira Intrator, reflete acerca deste processo e diz: “Criámos um gradiente de alternativas de design da relocalização mediante um traçado e planeamento de habitat rural para a relocalização voluntária da aldeia de Basid para um planalto identificado pela comunidade - ao qual eles chamam de Khabast ou 'Bom Lugar' - localizado a aproximadamente 300 metros acima da aldeia de Basid. Combinámos informações recolhidas na comunidade e um design vernacular com uma análise geotécnica do risco (que abrangeu a atividade sísmica histórica e a imagiologia 3D em tempo real) e um mapeamento ambiental, topográfico, de engenharia hídrica e agroeconómico para avaliar a adequação e o potencial do local.”

Usando padrões de povoados captados pela AKAH por drone e satélite, a equipa foi capaz de começar a mapear os planos de relocalização, os quais serviram de base para as suas avaliações no terreno em Basid. Os resultados do projeto de Basid, definido como Planeamento e Design de Aldeia de Pamir para a Mitigação de Desastres, irão servir como um estudo de caso útil a ser aproveitado pela AKAH e seus parceiros para o maior número de aldeias da região que sofrem do mesmo tipo de problemas.

Como explica Tohir Sabzaliev, chefe da inovadora Unidade de Infraestrutura de Dados Geográficos (SDI) da AKAH Tajiquistão, “A tecnologia moderna disponível como os UAV (Veículos Aéreos Não Tripulados) permitiu-nos fazer análises geográficas e obter informações fundamentais antes da visita dos especialistas ao terreno. Este estudo de caso mostrou-nos especialmente que os UAV podem ser usados como solução para a obtenção, sempre que necessário, de imagens detalhadas de uma área de interesse e para a criação de modelos 3D e ortofotos detalhados. Continuaremos a aplicar os mesmos métodos para outras aldeias consideradas de alto risco devido a riscos naturais.”

Usando alternativas de design integradas, a equipa do projeto AKAH-MIT-KVA investigou todos os aspetos destacados, nomeadamente a nível ambiental, social e de infraestruturas, para chegar às suas recomendações.

O projeto vai ficar instalado num local bastante cobiçado na exposição de arquitetura da prestigiada Bienal de Veneza 2021, que acaba de ser adiada para 22 de Maio a 21 de Novembro de 2021.

A AKAH continua a usar a tecnologia drone nos seus esforços de gestão de desastres, utilizando-os nas áreas mais extensas e de difícil acesso para obter os dados necessários para o planeamento e a resposta a desastres.

Para mais informações, consulte:

Agência Aga Khan para o Habitat e ONU-Habitat em parceria no planeamento, política e design
de habitats

Uso de UAV para o Planeamento de Habitats e design urbano (Kira Intrator em coautoria com um especialista em robótica)

Recentemente na AKDN

Em destaque
23 Novembro 2020
Ver
26 Novembro 2020
Ver