Está aqui

Está aqui

  • Equipas de Resposta a Emergências Escolares (SERT) participam numa simulação de busca e salvamento como parte da sua formação de capacitação. Mais de 50% dos membros das SERT são mulheres.
    FOCUS
Formação em preparação para desastres
Formação em preparação para desastres: os alicerces da segurança

Segundo o Fundo de População das Nações Unidas, as mulheres e crianças representam mais de 75% dos refugiados e deslocados em consequência de emergências humanitárias. As mulheres são frequentemente as mais desprotegidas em tempos de crise, devido ao seu estatuto de subordinadas em certas sociedades, à falta de mobilidade e ao seu papel enquanto responsáveis pela família. Apesar destes desafios, a investigação indica que as mulheres são as mais práticas perante uma situação de emergência. As mulheres têm uma predisposição natural para cuidar dos doentes, feridos e idosos, e antecipar as necessidades básicas de sobrevivência, como assegurar alimentos, água, abrigo e responder às necessidades médicas. De acordo com a Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres, cenários de maior resistência e sustentabilidade perante desastres são mais prováveis nos casos em que existem mulheres integradas no planeamento e formação da Redução do Risco de Desastres (RRD). A FOCUS, que hoje faz parte da Agência Aga Khan para o Habitat, fez enormes progressos na capacitação das mulheres na RRD através de programas de formação e consciencialização ao nível da comunidade. Através de iniciativas de RRD, a FOCUS promove ambientes inclusivos de género, capacitando as mulheres para aumentar a resiliência da sua comunidade. Reconhecendo a necessidade de ter mais mulheres voluntárias como socorristas na Índia, a FOCUS deseja formar todos os anos pelo menos 30% de mulheres como voluntárias das Equipas Comunitárias de Resposta de Emergência (CERT). Atualmente, dos 845 membros das Comissões de Desenvolvimento de Aldeia (VDC) e das CERT, 287 são mulheres. Para além disso, no Paquistão e no Tadjiquistão, a FOCUS tem trabalhado diligentemente para assegurar que as mulheres não só estão a ter formação como também estão a receber as competências necessárias para se tornarem chefes de equipa. “…Eu tenho um papel importante a desempenhar, que oferece segurança à comunidade da minha região, especialmente às mulheres e raparigas. Com a orientação da equipa da FOCUS e uma série de programas de sensibilização e consciencialização, fui capaz de formar um grupo de Delegados de Gestão de Desastres e membros de CERT empenhados", disse Reshma Keshwani, RCC - sul da Índia.