Está aqui

Está aqui

  • O leopardo-das-neves aqui retratado matou sete cabeças de gado, mas em vez de matar a espécie em vias de extinção, o Comité de Proteção Ambiental informou a AKAH, que ajudou a relocar o leopardo-das-neves para a bacia hidrográfica protegida do vale de Bartang.
    AKDN
  • A AKAH opera com financiamento da parte do Fundo Príncipe Sadruddin Aga Khan para o Ambiente (PSAKFE) e procura informar as pessoas acerca da importância da conservação do leopardo-das-neves, realizando sessões de sensibilização, promovendo redes locais de voluntários e apoiando obras de construção para melhorar os estábulos de gado.
    AKDN
Agência Aga Khan para o Habitat
A Agência Aga Khan para o Habitat contribui para a perseveração da vida selvagem no Tajiquistão

A Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH), em conjunto com o Comité de Proteção Ambiental do GBAO, libertou recentemente um leopardo-das-neves preso num estábulo de gado em Rajuz, no vale de Bartang.

O leopardo-das-neves, também conhecido como "Grande Gato Asiático", desceu das montanhas para a aldeia de Rajuz, invadiu o estábulo dos animais e matou sete cabeças de gado. Logo após o incidente, a AKAH foi informada pelo Comité de Proteção Ambiental.

A AKAH, em cooperação com a Associação de Caçadores do Tajiquistão, criou um comité, composto por representantes do Comité de Proteção Ambiental e da Polícia Turística do GBAO, que visitaram a vila. O leopardo-das-neves foi retirado do estábulo para dentro de uma jaula de malha de arame e foi libertado na bacia hidrográfica protegida do vale de Bartang.

Como parte das suas atividades de proteção ambiental, a AKAH procura fortalecer a preservação sustentável da vida selvagem e melhorar as práticas de gestão de habitats através de um projeto-piloto intitulado "Proteger a População de Leopardos-das-neves Através da Gestão Eficaz dos Habitats", financiado pelo Fundo Príncipe Sadruddin Aga Khan para o Ambiente (PSAKFE). Como parte deste projeto, a AKAH leva a cabo sessões de sensibilização juto das comunidades, promove redes locais de voluntariado, apoia obras de construção para melhorar os estábulos nas aldeias que protegem o gado e informa as pessoas acerca da importância da conservação do leopardo-das-neves.  No GBAO, o projeto abrange os distritos de Shugnan e Roshtqala, que fazem parte das zonas ocupadas pelo leopardo-das-neves na região.