Está aqui

Está aqui

  • Os estudantes da Academia Aga Khan de Mombaça partilham um momento descontraído no complexo de Hyderabad.
    AKDN / Aleesha Suleman
Academias Aga Khan
Academias Aga Khan O Programa de Intercâmbio das Academias Aga Khan: Promover o pluralismo nos futuros líderes

“O espírito do pluralismo será reforçado pelo facto de cada Academia vir a fazer parte de uma rede mais alargada. Todos estarão ligados... através de programas em que os professores e alunos estarão a trabalhar durante um período num contexto distante.” - Sua Alteza o Aga Khan, Hyderabad 2006

Desde a fundação do programa das Academias Aga Khan em 2003, Sua Alteza o Aga Khan tem partilhado consistentemente a sua visão de construção de uma rede mundial de Academias que permitisse que os estudantes estudassem não apenas na sua própria Academia, mas também nas outras academias-irmãs - com o intuito de criar um grupo abrangente de futuros líderes pluralistas e tolerantes. Esta esperança está agora a tornar-se uma realidade, através do Programa de Mobilidade de Estudantes das Academias Aga Khan.

Após um período de pesquisa, planeamento e consulta, o Programa de Intercâmbio teve início em 2018, permitindo que um grupo de alunos do 9.º ano das Academias de Mombaça e Hyderabad fizessem o intercâmbio entre si por um período de 7 semanas. Durante este período, os alunos puderam adquirir uma avaliação crítica da sua própria identidade, valores e convicções, assim como dos seus pares, ao mesmo tempo que compreendiam e reconheciam perspetivas e visões variadas, tanto do ponto de vista social como académico. Os alunos também aprenderam mais acerca do trabalho da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) nos países que visitavam, um objetivo fundamental do programa.

aka-india-img_1262r.jpg


Os estudantes da Academia Aga Khan de Hyderabad participam num exercício de consolidação de grupos no complexo da Academia Aga Khan de Mombaça.
Copyright: 
AKDN / Alexandra Holland

Um dos fatores cruciais do programa de intercâmbio é dar aos alunos uma relação de confiança com a sua própria identidade e incentivar a curiosidade acerca de outras identidades, estimulando o pluralismo entre os seus pares. Os estudantes mergulharam na sua escola de intercâmbio desde o início. A experiência em primeira mão de viver noutra cultura criou desafios que melhoraram a aprendizagem. Os alunos cumpriram o mesmo dia letivo que a escola de intercâmbio, provaram a comida local e foram expostos a novas linguagens e perspetivas. Tiveram de obedecer a um novo conjunto de regras - tanto culturais como escolares - que criaram oportunidades de crescimento pessoal. “Estar em Mombaça e aprender acerca da cultura fez-me perceber que eu não tinha realmente uma noção completa da minha própria cultura”, afirmou Inara Dhanani, aluna do 9.º ano na Academia Aga Khan de Hyderabad. Através do programa, os alunos de intercâmbio puderam experienciar uma forma diferente de viver dentro do contexto das suas próprias atitudes e convicções.

Como grande parte da planeada rede de Academias, as Academias Aga Khan em Hyderabad e Mombaça estão situadas em países em desenvolvimento. Ao participar no programa de intercâmbio, os alunos puderam observar o desenvolvimento no seio de outro país e perceber a forma como outros países abordam os mesmos desafios, especialmente devido às semelhanças entre os dois países. É expectável que isso ajude os alunos a avaliar questões relacionadas com o desenvolvimento e que os inspire a criarem soluções para o seu próprio país e para outros países nos próximos anos.

Em todas as Academias, um especto importante do currículo passa por entender o trabalho da AKDN e perceber que as Academias fazem parte de uma rede mais alargada. Por exemplo, os estudantes que foram de Mombaça para Hyderabad participaram numa viagem de estudo ao Parque Patrimonial Qutb Shahi, tendo obtido uma visão acerca do trabalho do Fundo Aga Khan para a Cultura. No futuro, o programa de intercâmbio irá incluir uma maior colaboração com outras agências da AKDN.

O Programa de Mobilidade Estudantil está prestes a entrar no seu segundo ciclo. O programa passou de 7 semanas para 13 semanas e irá envolver um maior número de alunos. À medida que forem abrindo mais Academias Aga Khan, o Programa irá continuar a crescer e a cumprir a visão de Sua Alteza de desenvolver futuros líderes com uma visão melhorada e pluralista do mundo à sua volta.

aka-img_1886.jpg


Dois estudantes observam os seus colegas de turma a competir num jogo amigável de squash entre escolas.
Copyright: 
AKDN / Aleesha Suleman