Está aqui

Está aqui

  • The recipients and honourable mentions of the 2019 Global Pluralism Award with His Highness the Aga Khan and Global Centre for Pluralism Secretary General Meredith Preston McGhie.
    AKDN / Patrick Doyle
  • Global Centre for Pluralism Secretary General Meredith Preston McGhie provides opening remarks at the Global Pluralism Award ceremony, held at the Delegation of the Ismaili Imamat in Ottawa on 20 November 2019.
    AKDN / Mo Govindji
  • His Highness the Aga Khan, Princess Zahra Aga Khan and Global Centre for Pluralism Secretary General Meredith Preston McGhie present the 2019 Global Pluralism Award to Deborah Ahenkorah, co-founder of Golden Baobab. Deborah Ahenkorah is a young Ghanaian social entrepreneur and book publisher bringing African children’s stories to life.
    AKDN / Mo Govindji
  • His Highness the Aga Khan, Global Centre for Pluralism board member Huguette Labelle and Global Centre for Pluralism Secretary General Meredith Preston McGhie present the 2019 Global Pluralism Award to Igor Radulović, representing the group Learning History that is not yet History. Learning History that is not yet History is a network of history educators and specialists in the Balkans pioneering a new approach to teaching the controversial history of conflict.
    AKDN / Mo Govindji
  • His Highness the Aga Khan, former Governor General of Canada the Right Honourable Adrienne Clarkson and Global Centre for Pluralism Secretary General Meredith Preston McGhie present the 2019 Global Pluralism Award to Aung Kyaw Moe, founder of the Centre for Social Integrity. The Center for Social Integrity gives youth from conflict-affected regions in Myanmar the skills to be leaders for change amidst the many overlapping conflicts ongoing in the country.
    AKDN / Mo Govindji
Prémios Globais de Pluralismo celebram vencedores de 2019

O Centro Global pelo Pluralismo distinguiu os galardoados pela sua dedicação na promoção do respeito pela diversidade

Ottawa, Canadá, 21 de Novembro de 2019 - O Centro Global pelo Pluralismo, fundado por Sua Alteza o Aga Khan e pelo Governo do Canadá, distinguiu os vencedores dos Prémios Globais de Pluralismo de 2019 numa cerimónia que teve lugar em 20 de Novembro de 2019 em Ottawa, Canadá, na Delegação do Imamat Ismaili, com a presença de Sua Alteza o Aga Khan e dos membros da Administração do Centro, incluindo a Muito Honorável Adrienne Clarkson, 26.ª Governadora-Geral do Canadá. Os três vencedores do prémio recebem 50.000 dólares e um apoio em espécie para desenvolverem o seu trabalho.

Faça o download das fotos da cerimónia AQUI.

Os vencedores dos Prémios Globais de Pluralismo de 2019 são:

  • Deborah Ahenkorah, uma jovem empreendedora social e editora de livros do Gana que dá vida às histórias infantis africanas;
  • Centro para a Integridade Social, uma organização fundada por uma humanitária de etnia rohingya que oferece aos jovens de regiões afetadas por conflitos em Myanmar as competências para liderarem uma mudança no meio dos constantes conflitos que assolam o país; 
  • 'Learning History that is not yet History', uma rede de formadores e especialistas de história nos Balcãs, pioneira numa nova abordagem em relação ao ensino da controversa história dos conflitos.

No seu discurso na cerimónia, Sua Alteza o Aga Khan disse: "O Prémio deverá funcionar como um aviso de que todos nós podemos tomar medidas, nas nossas vidas pessoais e profissionais, para promover uma resposta mais positiva e produtiva às mudanças no nosso mundo ao nível da diversidade. O prémio oferece exemplos que nos devem inspirar e esclarecer acerca do modo como enfrentamos este problema."

A Secretária-Geral Meredith Preston McGhie, nas suas observações iniciais, disse: “Os premiados oferecem exemplos positivos e concretos de indivíduos e organizações excecionais que observam o mundo como um local onde as diferenças são valorizadas e as sociedades diversificadas prosperam. Acredito que todos partilhamos esta visão. O Centro Global pelo Pluralismo espera vir a trabalhar em estreita colaboração com os galardoados de 2019 ao longo do próximo ano para ajudá-los a ampliar o seu alcance e chegar a novos parceiros e a aumentar o seu impacto."

Este ano, o Centro Global pelo Pluralismo recebeu mais de 500 candidaturas de 74 países para os Prémios Globais de Pluralismo de 2019 - mais do dobro das inscrições da edição inaugural de 2017.

As candidaturas ao Prémio de 2021 serão aceites a partir de Fevereiro de 2020. Saiba mais em award.pluralism.ca

Para mais informações, contacte, por favor: 

Calina Ellwand
calina.ellwand@pluralism.ca
T: +1 613 688-0137

NOTAS

Fundado em Ottawa por Sua Alteza o Aga Khan, em parceria com o Governo do Canadá, o Centro Global pelo Pluralismo é uma organização independente de caridade. Inspirado pela experiência do Canadá enquanto um país diverso e inclusivo, o Centro foi criado para oferecer respostas positivas ao desafio de viver em conjunto de forma pacífica e produtiva em sociedades diversificadas. Saiba mais em pluralism.ca

Acerca das Menções Honrosas dos Prémios Globais de Pluralismo de 2019

A Fundação Adyan (Líbano) promove a diversidade cultural e religiosa através de iniciativas de base em educação, média, políticas públicas e intercâmbio intercultural.

O Instituto Nacional de Música do Afeganistão (Afeganistão) usa o poder da música para transformar vidas, promover a paz e recolocar a música na sociedade afegã.

Fundação Artemisszió (Hungria) promove a inclusão social das populações mais desfavorecidas da Hungria, incluindo jovens de contextos desfavorecidos, mulheres ciganas, migrantes e refugiados, através de formação e orientação intercultural. 

onBoardCanada, um programa da Escola Chang de Educação Continuada da Universidade de Ryerson, apoia uma liderança mais inclusiva e diversificada nas administrações de empresas do sector público e sem fins lucrativos do Canadá, com programas de formação em administração e compatibilização de conselhos de administração.

Rupantar (Bangladesh), a maior organização de consciencialização e mobilização social no Bangladesh, trabalha pela democracia e por uma administração justa através da participação em massa.

SINGA (França), um movimento de cidadãos, apoia refugiados e migrantes em 19 cidades europeias para construírem relações pessoais e redes profissionais duradouras com as comunidades dos países que os recebem.

Soliya (EUA) usa o intercâmbio virtual para levar experiências transculturais a jovens de todo o mundo, preparando a próxima geração para se envolver construtivamente para lá das diferenças e para liderar com empatia.