Está aqui

Está aqui

  • Sua Alteza o Aga Khan num debate acerca da forma como os simuladores de alta tecnologia podem ser usados para ensinar os alunos a tratar doenças cardíacas no laboratório de cateterização cardíaca do CIME.
    AKDN / Akbar Hakim
O Aga Khan inaugura o centro de educação em cuidados de saúde de última geração em Karachi

Karachi, Paquistão, 15 de dezembro de 2017- O Centro de Inovação em Educação Médica (CIME) da Universidade Aga Khan, com instalações de última geração orientadas para a formação baseada na tecnologia de profissionais de saúde, foi inaugurado hoje por Sua Alteza o Aga Khan, Reitor da AKU.

No seu discurso inaugural, Sua Alteza o Aga Khan reconheceu as muitas contribuições feitas para o avanço dos cuidados de saúde no país, afirmando que a sociedade civil do Paquistão estava mal servida na área da educação. Ao expressar a sua gratidão por todos aqueles que apoiaram a Universidade, Sua Alteza afirmou, "Devemos posicionar esta instituição no seu devido lugar ao serviço do Paquistão."

A missão do CIME é transformar a educação dos profissionais de saúde através do uso de tecnologia de simulação e realidade virtual para desenvolver conhecimentos e competências antes de lidar com os pacientes.

“O Centro tem como objetivo elevar o nível de ensino e aprendizagem e, assim, providenciar padrões mais elevados de prática em todas as profissões de medicina, enfermagem e saúde”, disse o Diretor do CIME, Dr. Charles Docherty. "Procuramos tornar-nos um ativo estratégico para o Paquistão e para a região que está na vanguarda dos esforços de melhoramento do padrão dos cuidados de saúde."

O Centro, com cerca de 7500 metros quadrados e avaliado em 1,6 mil milhões de rupias (cerca de 20 milhões de euros), financiado com o dinheiro de donativos, inclui três edifícios - o Edifício Mariyam Bashir Dawood, o Edifício Ibn Sina e o Edifício Shiraz Boghani. O Centro oferece espaços de ensino multifuncionais, simuladores de alta-fidelidade e ambientes de especialidade, como o laboratório dentário com cabeça-fantasma, um laboratório de cateterismo cardíaco e clínicas de telemedicina.

Ao aprender com outros centros do mesmo género em todo o mundo, o CIME apoia uma aprendizagem em equipa centrada no aluno e baseada em problemas. Os alunos e profissionais de diferentes disciplinas trabalham juntos em simulações reais de pacientes. Por exemplo, os enfermeiros e médicos podem praticar a resposta a uma situação em que um paciente pára de respirar, usando um manequim de alta tecnologia que responde como um paciente real. De seguida, podem assistir a um vídeo de si próprios e analisar o seu desempenho. 

"Utilizar a mais recente tecnologia em simulação, com orientação do nosso corpo docente, contribui para um ambiente de aprendizagem mais eficaz para os alunos, convertendo cenários de alto risco e alto retorno em cenários de risco zero e alto retorno", disse Ibrahim Habib, um estudante de medicina do terceiro ano na AKU.

A tecnologia de comunicações de alta velocidade permite a conectividade vídeo em todo o CIME e com peritos internacionais que oferecem uma verdadeira 'sala de aula global', com os alunos a serem capazes de aprender com especialistas de todo o mundo em tempo real. Esta mesma conectividade permite que o CIME trabalhe com populações rurais e remotas no Paquistão e nos países vizinhos de modo a expandir o acesso a cuidados de saúde de qualidade.

"Em tudo o que fazemos, como diz o nosso Reitor, 'devemos olhar para o futuro, procurando sempre pensar criativamente, inovar e melhorar'", disse o presidente da AKU, Firoz Rasul. “A aprendizagem apoiada pela tecnologia tem o potencial de transformar a forma como preparamos os estudantes e profissionais para enfrentar os problemas mais prementes da sociedade. Ao oferecer aos profissionais de saúde de hoje as instalações mais avançadas para trabalharem e aprenderem em conjunto no CIME, estamos a dar-lhes uma enorme possibilidade de se tornarem líderes capazes de solucionar os desafios de saúde de amanhã."

“A AKU tem recebido significativo apoio filantrópico”, acrescentou. “Este apoio tem-nos permitido lançar novas empreitadas importantes, construir novas instalações e alcançar padrões cada vez mais altos. Estamos muito agradecidos aos nossos doadores pela sua extraordinária generosidade."

Sua Alteza o Aga Khan lançou a primeira pedra dos três edifícios do CIME durante a sua anterior visita ao Paquistão em 2013. A inauguração das instalações na sexta-feira inseriu-se na visita de Estado do Aga Khan ao Paquistão, por ocasião do seu Jubileu de Diamante: o 60.º aniversário da sua ascensão a líder espiritual da comunidade xiita ismaili em 1957.