Está aqui

Está aqui

  • A fotografia oficial dos participantes na sessão de abertura do Fórum da Paz de Paris.
    Stephane Sby Balmy
  • O Presidente de França, Emmanuel Macron, faz os seus comentários introdutórios no primeiro Fórum da Paz de Paris, onde se reúne Sua Alteza o Aga Khan e mais de 60 líderes mundiais para a sessão de abertura.
    AKDN / Cécile Genest
  • Sua Alteza o Aga Khan e os líderes mundiais aplaudem a conclusão do discurso da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante o Fórum da Paz de Paris.
    AKDN / Cécile Genest
  • Os líderes mundiais reunidos para a sessão de abertura do primeiro Fórum da Paz de Paris olham todos para o céu enquanto é tirada uma fotografia aérea deste evento histórico.
    AKDN / Cécile Genest
  • Sua Alteza o Aga Khan cumprimenta o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, durante a sessão de abertura do primeiro Fórum da Paz de Paris.
    AKDN / Cécile Genest
A AKDN associa-se ao primeiro Fórum da Paz de Paris

Paris, França, 11 de Novembro de 2018 - Sua Alteza o Aga Khan, fundador e presidente da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN), juntou-se hoje a mais de 60 líderes mundiais para a sessão de abertura do primeiro Fórum da Paz de Paris. Iniciado pelo Presidente de França Emmanuel Macron, o Fórum tem por base o princípio de que a cooperação internacional é fundamental no combate aos desafios globais e na salvaguarda de uma paz duradoura. O Fórum realizou-se no 100.º aniversário do Armistício, que assinalou o fim da Primeira Guerra Mundial.

"Estou convicto de que uma das principais condições para a paz no nosso mundo hoje passar por um maior respeito pelo pluralismo", explicou o Aga Khan. “Num mundo instigado pela globalização, a fragmentação social e os conflitos entre os povos, o pluralismo e uma sociedade civil bem alicerçada são essenciais para a paz e o progresso humanos. É por isso que a Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) tem o prazer de se associar ao Fórum da Paz de Paris.”

No início do dia, o Aga Khan foi convidado pelo Presidente francês para um almoço realizado no Palácio do Eliseu juntamente com todos os chefes de estado e de governo.

O Aga Khan tem falado frequentemente acerca da necessidade de reconhecer o pluralismo como um valor fundamental da sociedade humana, um ingrediente essencial no desenvolvimento de um país e uma necessidade para a existência de uma sociedade pacífica. A promoção do pluralismo tem sido, portanto, um objetivo de muitos programas da AKDN, desde os planos de irrigação que juntam comunidades e culturas diversas no Paquistão aos programas inclusivos de leitura para crianças no Quénia, desde um projeto de integração de imigrantes em Lisboa à reintrodução de escolas de obstetrícia no Afeganistão. O objetivo principal da AKDN é o de desenvolver sociedades civis bem-sucedidas nas quais todos os cidadãos, independentemente das diferenças culturais, religiosas ou étnicas, possam cumprir todo o seu potencial.

Para mais informações acerca do trabalho da AKDN, por favor visite: www.akdn.org ou email: info@akdn.org

 

NOTAS

Fundada por Sua Alteza o Aga Khan, a Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) é um grupo de agências privadas internacionais não-confessionais que trabalham para melhorar as condições de vida e as oportunidades de pessoas a viver em regiões específicas do mundo em desenvolvimento. As organizações da Rede têm mandatos individuais que vão desde os cuidados de saúde (através de mais de 200 unidades de saúde incluindo 13 hospitais) e de educação (com mais de 200 escolas) até à arquitetura, desenvolvimento rural, ambiente construído e promoção de empresas do sector privado. Em conjunto, trabalham em prol de um objetivo comum - construir instituições e programas que possam responder aos desafios de mudança social, económica e cultural de forma continuada. A AKDN trabalha em 30 países de todo o mundo, empregando aproximadamente 80 000 pessoas, a maioria das quais vive em países em desenvolvimento. O orçamento anual da AKDN para atividades de desenvolvimento sem fins lucrativos é de aproximadamente 950 milhões de dólares. As agências da AKDN levam a cabo os seus programas sem ter em conta religião, origem ou género.