Está aqui

Está aqui

  • A Agência Aga Khan para o Habitat deu formação aos membros da Equipa de Resposta de Emergência Comunitária para orientarem os membros da comunidade deslocados para o ponto de registo, como parte de um exercício de simulação para testar a preparação para catástrofes naturais em Darvoz, no Tajiquistão.
    AKDN
  • A Agência Aga Khan para o Habitat deu formação aos membros da Equipa de Resposta de Emergência Comunitária orientam os membros da comunidade deslocados para o ponto de registo, como parte de um exercício de simulação para testar a preparação para catástrofes naturais em Darvoz, no Tajiquistão.
    AKDN
A Agência Aga Khan para o Habitat participa num simulacro de resposta de emergência e num exercício de simulação de preparação para catástrofes naturais no Tajiquistão

Darvoz, Tajiquistão, 28 de abril de 2018. Em colaboração com a CoES (Committee of Emergency Situations and Civil Defence, Comissão para Situações de Emergência e Defesa Civil) da Província autónoma de Gorno-Badakhshan em Oblast e o governo local, incluindo a divisão da polícia e o corpo de bombeiros, a Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH) participou num simulacro de gestão de emergência e num exercício de simulação para testar a capacidade de resposta na eventualidade de catástrofes naturais e situações de emergência.  

O Tajiquistão é um país vulnerável a catástrofes naturais, incluindo torrentes de lama, inundações e avalanches, em especial nas regiões montanhosas, como a GBAO. O distrito de Darvoz foi afetado por fortes torrentes de lama e inundações em julho de 2017, que destruíram parcialmente quase 30 casas nas aldeias de Shirgovad e Khostav, e resultaram em danos nas infraestruturas, incluindo a autoestrada principal que liga Dushanbe a Khorog. A AKAH e o Governo fizeram parte de uma equipa de resposta conjunta durante esta emergência. 

Nestas regiões montanhosas isoladas, onde o acesso rodoviário pode ser difícil durante a resposta a catástrofes, a preparação a nível comunitário é essencial para salvar vidas e proteger os bens em situações de emergência. No Tajiquistão, a Agência Aga Khan para o Habitat deu formação a mais de 2 400 voluntários comunitários para serem o pessoal de primeira intervenção das respetivas comunidades na eventualidade de catástrofes naturais, como, por exemplo, as torrentes de lama em Barsem em 2015. 

O simulacro e o exercício de simulação, realizados como parte do Plano de Ação Nacional do Governo do Tajiquistão para Situações de Emergência e Proteção Civil, avaliaram o grau de preparação das agências de gestão de emergência e da população do distrito de Darvoz para lidar com uma eventual catástrofe natural, por exemplo, um desabamento ou terramoto. Os elementos de primeira intervenção tiveram a oportunidade de testar as suas capacidades e incentivar a criação de equipas e a interoperabilidade através de uma série de eventos que ocorreram em tempo real, incluindo um incêndio no centro para pessoas internamente deslocadas. O exercício criou confiança mútua entre os membros, um trunfo que irá melhorar a capacidade de resposta em situações de emergência reais. Os participantes incluíam a Comissão para Situações de Emergência e Defesa Civil do Tajiquistão, a Equipa de Busca e Salvamento da AKAH, os voluntários da Equipa de Resposta a Emergências da Comunidade AKAH e os membros da população local.  

Durante o evento, o Diretor-Adjunto da Divisão Regional da Comissão para Situações de Emergência e Defesa Civil elogiou “a grande parceria e a forte relação entre a CoES e a Agência Aga Khan para o Habitat”, criada ao longo dos anos em conjunto e mais recentemente “colocada em prática durante o Exercício de Simulação entre Agências para a Preparação de Refugiados [que teve lugar a 11 de abril].” 

OBSERVAÇÕES 

A Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH), que agrupa as capacidades da Fundação Focus Assistência Humanitária, os Serviços de Planeamento e Construção Aga Khan e a Iniciativa de Gestão do Risco na eventualidade de Desastres da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento concentra-se na preparação para catástrofes inesperadas ou de eclosão lenta. O objetivo da AKAH é garantir que as pessoas pobres vivam em locais com a melhor proteção possível contra os efeitos das catástrofes naturais, que os habitantes que vivem em áreas de elevado risco tenham capacidade para lidar com catástrofes em termos de preparação e resposta; e que estes locais permitam o acesso a serviços sociais e financeiros que dão origem a melhores oportunidades e a uma melhor qualidade de vida. De início, as áreas prioritárias da AKAH serão o Afeganistão, Paquistão, Tajiquistão, República do Quirguizistão e a Índia. http://www.akdn.org/our-agencies/aga-khan-agency-habitat 

Para obter mais informações, contacte: 

Malika Giles 
malika.giles@akdn.org