Está aqui

Está aqui

  • Estas aldeias perto de Khorog, no Tajiquistão, estão numa zona propensa a desastres naturais causados por deslizamentos de lama e cheias. Para além de ajudar os aldeões a construírem habitações acessíveis, a Agência Aga Khan para o Habitat ajuda a localizar habitações afastadas de zonas propensas a desastres e forma técnicos de emergência na deteção de indícios de desastres iminentes.
    AKDN / Christopher Wilton-Steer
A Agência Aga Khan para o Habitat estabelece parceria 
para desenhar habitações unifamiliares acessíveis e resistentes ao clima

Genebra, Suíça, 13 de maio de 2019 - A Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH) associou-se ao “Resilient Homes Design Challenge” [Desafio de Criação de Habitações Resistentes] numa iniciativa de crowdsourcing - encabeçada pelo Banco Mundial - para desenhar habitações unifamiliares resistentes ao clima por um valor inferior a 10 mil dólares. 

Ao longo dos últimos 10 anos, os desastres naturais fizeram com que 23 milhões de pessoas, muitas delas economicamente carenciadas, ficassem desalojadas. Este desafio surgiu como resposta ao número de desalojados na sequência de desastres naturais em regiões de baixos rendimentos e propensas a desastres. 

"Os países que estão sobre a alçada da Agência Aga Khan para o Habitat sofreram 847 grandes catástrofes nos últimos 28 anos, tendo representado mais de 243.000 vidas perdidas", disse o Príncipe Hussain Aga Khan, Presidente do Comité Executivo da AKAH. "Como todos nós sabemos, muitas vezes estes desastres fazem com que as famílias percam o seu património mais valioso: a sua casa. A Agência Aga Khan para o Habitat foi criada especificamente para encontrar formas de lidar com estas crescentes ameaças. A sua missão passa por encontrar formas inovadoras de lidar com a ameaça de desastres naturais e trabalhar para tornar as comunidades mais resilientes, tendo por base décadas de experiência das várias agências da AKDN."

Para enfrentar a crescente ameaça imposta pelos desastres naturais e as mudanças climáticas, a Agência Aga Khan para o Habitat (AKAH) trabalha para garantir que as populações carenciadas vivem em contextos físicos tão protegidos dos efeitos de desastres naturais quanto possível, que os residentes de zonas de alto risco são capazes de lidar com desastres no que à preparação e resposta diz respeito, e que esses contextos permitam às comunidades prosperar e obter uma melhor qualidade de vida.

Uma habitação é um pilar fundamental na melhoria da qualidade de vida das comunidades que a AKAH apoia. Sua Alteza o Aga Khan, durante uma entrevista com Henri Weill, de La Cohorte, disse, “Quando estudámos o desenvolvimento económico das sociedades pobres, percebemos que, quando as famílias pobres conseguem poupar algum dinheiro pela primeira vez, investem-no nas suas casas. Muitas vezes um telhado de zinco, água corrente ou um sistema de esgoto. Por outras palavras, os seres humanos olham primeiro para tudo aquilo que acontece à sua volta e da sua família. Ao trabalharmos nas casas das pessoas, estamos a cuidar das suas necessidades básicas, e isso terá um impacto em várias gerações da família."

O desafio de design surgiu quando a AKAH, enquanto membro de um painel de juízes do Banco Mundial, ajudou a escolher os vencedores da equipa do desafio em parceria com a Build Academy, GFDRR, Airbnb e UN-Habitat. Participaram no desafio mais de 3.225 profissionais de mais de 160 países.

A AKAH e o Banco Mundial foram coanfitriões de um evento paralelo à Conferência Mundial de Reconstrução (WRC4) em Genebra (13-14 de Maio de 2019), durante o qual apresentaram os projetos dos nove vencedores e de três menções honrosas.

 Para mais informações, consulte:

2019-05-switzerland_phak_wrc4_130519_0004_r.jpg


Foto de Grupo com os Vencedores do Prémio Desafio das Habitações Resistentes, Representantes do Banco Mundial e membros seniores da equipa da AKAH, Onno Ruhl e o Príncipe Hussain, em Genebra, na Suíça.
Copyright: 
AKDN