Está aqui

Está aqui

  • A estudante de licenciatura da UCA, Zarrina Gafurova, teve a oportunidade de uma vida de concluir o seu estágio na Nielsen Admosphere em Praga (República Checa) no âmbito do Programa de Educação Cooperativa da UCA.
    AKDN
Zarrina Gafurova: aprender a analisar as audiências televisivas

O Programa de Educação Cooperativa da Universidade da Ásia Central (UCA) oferece estágios profissionais a estudantes nos quais eles possam aplicar as aprendizagens teóricas em experiências profissionais reais no âmbito do seu campo de estudo nos sectores privados, públicos e comunitários. Esta história foi escrita por Zarrina Gafurova como parte de uma série de reflexões pessoais de estudantes da UCA acerca das suas experiências de estágio.

A minha jornada começou com um simples desejo de explorar algo que era desconhecido e ir para lá da minha zona de conforto. E o que poderia ser mais invulgar do que a ciência de dados para uma estudante de comunicação social que sabe manipular as palavras... mas números? Foi assim que acabei a realizar um estágio numa das principais empresas de pesquisa de comunicação do mundo.

A Nielsen Admosphere faz parte da família Nielsen e é uma agência de pesquisa que oferece um amplo portefólio de produtos e serviços, tais como a avaliação eletrónica das audiências televisivas. É uma das principais agências do seu sector e desenvolveu uma metodologia de avaliação amplamente utilizada na República Checa. Através do programa cooperativo da UCA, tive a possibilidade de me candidatar a um estágio na sede da empresa em Praga. O estágio obrigatório de três meses permite aos estudantes da UCA colocar os seus conhecimentos teóricos em prática. Para além disso, os estudantes recebem supervisão profissional, adquirem os princípios de ética no local de trabalho, aprendem lições valiosas e, o mais importante, têm a possibilidade de explorar os seus interesses, melhorar as suas competências profissionais e descobrir novos interesses.

Na Nielsen Admosphere, as minhas responsabilidades enquanto estagiária numa equipe de ciência de dados incluíam a análise investigativa, computação e interpretação de dados. Fiz parte do projeto de avaliação de audiência televisivas que a Nielsen Admosphere está atualmente a levar a cabo no Quirguistão, o qual visa compreender melhor as preferências dos telespectadores.

Obviamente, não existem rosas sem espinhos. Tive os meus altos e baixos durante o estágio. No começo, tive dificuldades em usar o programa SPSS (Pacote Estatístico para as Ciências Sociais), compreender a lógica da maior parte do trabalho que estava a fazer e, no geral, entrar no pensamento estatístico. Especialmente enquanto alguém sem formação matemática, tive mais dificuldades do que outras pessoas com bons conhecimentos de matemática. Todos os dias aprendia algo de novo. Melhorei as minhas competências de Excel e aprendi a trabalhar com o SPSS. Pratiquei análise de dados, trabalhei com bases de dados, computação e formatação de novas variáveis, filtros, coeficientes, tabelas personalizadas, funções avançadas e visualizações no Excel: funções de pesquisa, tabelas dinâmicas, formatação condicional, gráficos avançados e muito mais. Tive a oportunidade de trabalhar com dados reais e contribuir para o projeto, que acredito ter sido a melhor parte de tudo.

Como consequência, traduzi oito documentos do inglês para o russo, concluí vários projetos de investigação, trabalhei em Dados da Lego, ajudei nos projetos de avaliação das audiências televisivas na Bulgária e na Polónia e trabalhei diariamente no projeto para o Quirguistão.

Uma das maiores razões pelas quais apreciei tanto deste estágio tem que ver com as pessoas que me rodeavam. Houve várias ocasiões em que precisei de ajuda e houve sempre mais de uma pessoa pronta a ajudar-me e a orientar-me. Sem dúvida que irei sentir saudades dos almoços diários com os meus colegas, das suas piadas matemáticas e, claro, do seu impulso motivacional.

O meu verão foi realmente bastante colorido. Visitei a cidade dos meus sonhos, Veneza, caminhei pelas ruas de Milão, fiz compras nos centros comerciais de Dresden, diverti-me em Berlim. E durante três meses, acordei com o nascer do sol de Praga. Se este não foi o Verão da minha vida não sei qual terá sido.

Esta história foi adaptada de um artigo publicado no site da UCA.