Está aqui

Está aqui

  • Roksana Akhter.
    AKDN / Jamia Jahan
Bangladesh: Longe mas perto

No dia 26 de Março, o governo do Bangladesh anunciou o encerramento de todas as escolas em todo o país para combater a Covid-19. Tal como os professores de todo o mundo que estão ausentes fisicamente das salas de aulas com os seus alunos, Anjuman Ara e os seus colegas da Escola Aga Khan de Daca não tem outra hipótese que não seja aderir às salas de aulas virtuais.

“Eu costumava reclamar que a escola me deixava fatigada”, diz a professora do quinto ano Anjuman Ara. “Nesta altura, é o que mais falta me faz.”

 

 

akes-bangladesh-anjum_ara_grade_5_teacher_photo_credit_by_debashish_shutradhor.jpg

Anjum Ara, professora do 5º ano.
Copyright: 
AKDN / Debashish Shutradhor
São muitos os desafios. “Pensava que dar uma aula pelo Zoom seria impossível”, diz Sabina Yasmeen, professora do terceiro ano, que perdeu toda a confiança que tinha nas suas competências de TI quando experimentou o Zoom pela primeira vez. “Todos os dias eram um desafio para mim. Estava a aprender como uma criança.”

Não foram apenas os professores a ter dificuldades com a tecnologia. Os alunos e os pais também tiveram de adquirir novas competências. “Alguns pais disseram-nos que não têm portátil e impressora, e alguns deles simplesmente não percebem nada de tecnologia”, disse Sabina Yesmin, professora de jardim de infância-1.

“Todos os dias arranjava solução para um problema do dia anterior”, diz Yasmeen. Mesmo depois de se ter habituado às questões técnicas de uma sala de aulas online, o facto de não estar fisicamente presente em frente aos seus alunos trazia mais problemas. Como haveria ela de ensinar trigonometria através do Zoom? Um vídeo por si preparado e uma explicação cuidadosa levariam a que, no final da aula, todos os alunos tivessem aprendido a desenhar e a medir ângulos. “O meu quadro extra revelou-se um tesouro”, diz ela.

Os professores estão profundamente conscientes da diversidade dos seres humanos, pois observam diariamente o modo como os alunos aprendem de forma diferente. No entanto, Yasmeen, tal como outros professores, ficou surpreendida quando alguns alunos com um desempenho médio na sala de aulas tradicional começaram a aprender melhor com as aulas online. “Talvez seja porque estão em casa, num ambiente mais confortável,”, disse Afrin Shahid, professora de jardim de infância-2.

O conforto de estar em casa, no entanto, levantou outro problema: os pais que queriam que os filhos respondessem corretamente a todas as respostas. “Estavam sempre a incitá-los, em vez de deixá-los aprender sozinhos”, disse a professora da creche Salma Jahan.

 

akes-bangladesh-tanjila_habib-r.jpg

Tanjila Habib.
Copyright: 
Sajid Rabbani
No entanto, aprender em casa é também uma oportunidade para os pais observarem as aulas de uma forma invulgar. “Pude testemunhar como os professores são trabalhadores”, afirmaram os pais de um aluno do primeiro ano. “Não poderia ter imaginado a forma magnífica como as aulas das “Unidades de Inquirição” são ministradas.”

Com a sala de aulas física a ser substituída por uma virtual, os professores estão a fazer um esforço extra para manter uma dimensão humana nas suas aulas.

A professora do primeiro ano, Roksana Akhter, disse que não queria perder o riso e as conversas espontâneas que a sua turma tinha em ambiente físico. É por isso que as suas aulas de Zoom incluem ioga e música suave e conversas acerca da vida quotidiana.

Os professores também tentam criar um espírito de camaradagem entre os alunos através da comemoração de aniversários e ocasiões especiais. Tanjila Habib disse que os seus alunos comemoraram o Pahela Boishakh, o Ano Novo Bengali, fazendo peças de artesanato com artigos domésticos reutilizados.

Os professores do quinto ano tiveram um trabalho particularmente desafiante, uma vez que os seus alunos do currículo International Baccalaureate estavam a preparar-se para uma grande exposição no final do ano. Mas também foram capazes de encontrar uma solução online. “Tocámos música, contámos piadas, trocámos perguntas de cultura geral e até fizemos uma apresentação em grupo”, diz Shama Ahmad, professora do quinto ano.

Não há sem dúvida, um lugar como uma sala de aulas física, mas as salas de aulas online também possuem vastas possibilidades. Os professores da AKS de Daca aprenderam isso este semestre.

Yasmeen diz que o seu lema durante todo este processo foi: “Não limites os teus desafios. Desafia os teus limites.”

Este artigo foi publicado pela primeira vez no site das Escolas Aga Khan.