Está aqui

Está aqui

  • O Centro Aga Khan de Cuidados de Saúde em Mwanza, na Tanzânia.
    AKDN / Lucas Cuervo Moura
  • níveis de cada empresa de serviços nacionais da AKHS. Na maternidade no Hospital Aga Khan, em Dar es Salaam, gerido pelo Serviços Aga Khan para a Saúde, na Tanzânia, uma enfermeira cuida de um bebé prematuro de 32 semanas. O hospital é um centro médico com várias especialidades, disponível durante 24 horas, que presta serviços ambulatórios, urgências, internamento, de diagnóstico e tratamento.
    AKDN / Jean-Luc Ray
Governança e Gestão

Em cada país de atuação, a AKHS regista uma Empresa de Serviço Nacional como uma agência não-governamental sem fins lucrativos. Cada empresa tem um Conselho de Administração, um Presidente e diretores, alguns dos quais ou todos são nomeados pelos Serviços Aga Khan para a Saúde S.A., a empresa contribuinte, uma organização sem fins lucrativo registada na Suíça.

Os órgãos diretivos e os comités regionais, comunitários e institucionais são criados para facilitar o planeamento, operações e atividades de financiamento das empresas de serviços nacionais. Todos os diretores trabalham como voluntários sem remuneração. Normalmente, o conselho de cada empresa de serviços nacionais é composto por 8 a 12 diretores. O Diretor-geral é responsável pelo planeamento e gestão de todas as operações da empresa de serviços nacionais. Os serviços, instalações e programas das empresas são financiados por taxas locais responsáveis por serviços, contribuições comunitárias, doadores internacionais, bem como contribuições de Sua Alteza.

A Fundação Aga Khan apoia as empresas de serviços nacionais para procurar financiamento e assistência técnica de agências de doadores locais e internacionais para o desenvolvimento adequado ou iniciativas de prestação de serviços. Cada empresa tem um programa de investimento significativo contínuo para desenvolver os sistemas de gestão e a qualidade do pessoal de gestão e de apoio. A nível da rede, há uma grande ênfase na melhoria contínua da qualidade como importante estratégia de desenvolvimento organizacional. Isto engloba a garantia da qualidade e a preparação para acreditações, através de um programa de acreditação hospitalar baseado em hospitais ou processos ISO. A metodologia de gestão de qualidade total foi introduzida na AKHS em 1992 e permanece uma atividade importante.

Há um investimento considerável no desenvolvimento dos recursos humanos a todos os níveis de cada empresa de serviços nacionais. Todas as empresas têm um programa de investimento significativo e contínuo em sistemas TI informáticos e comunicações eletrónicas. Dispõem também de uma forte função de auditoria interna. Cada conselho tem uma comissão de auditoria ativada e cada empresa é submetida a auditorias externas anuais.