Está aqui

Está aqui

  • AKF in the Kyrgyz Republic collaborates with the Mountain Societies Development Support Programme (MSDSP) to deliver an area-based approach where interventions in education, health, income generation and natural resource management are implemented by community-based groups and local government.
    AKDN / Christopher Wilton-Steer
  • AKF’s programmes in the country benefit more than 310,000 people in 11 districts in Osh and Naryn oblasts.
    AKDN / Christopher Wilton-Steer
  • In Osh, Kyrgyzstan, with funding from UKAID, the Aga Khan Foundation worked with a number of communities to install clean drinking water systems, establish the governance structures to ensure their long-term sustainability and foster improved social cohesion between communities.
    AKDN / Christopher Wilton-Steer
  • O Centro GIS na cidade de Naryn serve de polo para o planeamento musical. A AKF trabalhou com o escritório do Presidente da Câmara de Naryn para desenvolver um mapa baseado no Sistema de Informação Geográfica (SIG) das redes de água e saneamento da cidade e deu formação a funcionários municipais sobre a utilização de Q-SIG.
    AKDN
  • School Parliament in Naryn, Kyrgyzstan. "Strengthening school parliaments to improve children's participation in local, regional and national decision-making in the Kyrgyz Republic" is an EU-funded project that aims to empower children in the rural areas of Kyrgyzstan to play a leading role in their development and the development of their communities.
    AKDN / Jean-Luc Ray
Sociedade civil

O setor da sociedade civil na República do Quirguistão é um dos mais fortes na Ásia Central. Cerca de 3500 organizações de sociedade civil e a nível comunitário funcionam em várias áreas, incluindo desenvolvimento profissional, saúde, ambiente e educação. 

Abordagem 

Sociedade civil: A Fundação Aga Khan (AKF) aproveita as vantagens do Programa de Sociedade Civil global para empenhar a capacidade das CSO para se empenhar com o governo e dadores e responder às necessidades dos seus constituintes. 

Governança local: a colaboração com 36 aiyl okmotus, a AKF implementou projetos sobre coesão social, abrandamento dos conflitos e responsabilidade por serviços públicos. 

Desenvolvimento organizacional e criação de capacidade das CSO 

A AKF criou um conjunto de ferramentas, desde diagnóstico autoadministrado até formações baseadas em vídeo, para reforçar a capacidade organizacional das CSO em áreas críticas, incluindo angariação de fundos, comunicações, bem como monitorização e avaliação. 

Inovação de envolvimento cívico 

A prestação de serviços de qualidade no Quirguistão rural é muitas vezes impedida pela escassez de dados e contribuições do público. Como uma das abordagens inovadoras para melhorar o envolvimento cívico, a AKF está a trabalhar com o escritório do Presidente da Câmara de Naryn e um conjunto de CSO para desenvolver um mapa baseado num sistema de SIG das redes de água e saneamento da cidade de Naryn. 

Para criar um processo estruturado para o envolvimento dos cidadãos no setor da educação, a AKF vai apoiar o desenvolvimento e o reforço dos conselhos de administração escolares como a plataforma através da qual os cidadãos vão participar para melhorar a governança escolar e a supervisão financeira. Os Conselhos de Administração das Escolas são relativamente novos na República do Quirguistão e, por conseguinte, a AKF vai desenvolver diretrizes operacionais e um programa de formação e aconselhamento para melhorar o funcionamento. O projeto vai ser implementado em 359 escolas a nível nacional. 

Governança participativa 

A legislação do Quirguistão encoraja as organizações das sociedades civis (CSO) a participar em processos de planeamento de aldeias. Para apoiar isto, o Programa de Apoio ao Desenvolvimento das Sociedades Montanhosas (MSDSP) está a trabalhar em 21 subdistritos das províncias de Osh, Jalal-Abad, Batken e Naryn para melhorar os conhecimentos e competências de CSO locais e de funcionários governamentais. 

Isto vai ajudá-los de maneira mais eficiente e a permitir que as CSO locais representem as preocupações dos seus constituintes de forma mais direta. Em última instância, o MSDSP espera que as CSO consigam influenciar a atribuição de recursos a problemas diretamente relacionados com comunidades locais. 

Uma avaliação externa realizada em 2012 mostra que esta abordagem contribuiu para o aumento da participação feminina e uma maior capacidade das comunidades locais para garantir financiamento para as prioridades locais. Atualmente, as atividades de governança participativa beneficiam quase 300 000 pessoas em Osh e em Naryn e o financiamento do Banco Mundial vai permitir que a obra de coesão social do MSDSP chegue a mais 125 000 pessoas em 2017.