Está aqui

Está aqui

  • Ensemble Umtul, um projeto do Centro Ustatshakirt, apoiado pela Iniciativa Aga Khan para a Música.
    AKMI
  • Estudantes aprendem a tocar o komuz, o instrumento tradicional mais popular do Quirguistão.
    AKMI
  • Uma performance dos estudantes de teatro num programa organisado pelo Centro de Ustatshakirt com o apoio da Iniciativa Aga Khan para a Música.
    AKMI
  • Estudantes do Programa Umtul do Centro de Ustatshakirt atuam no Centro Filarmónico Nacional de Bishkek.
    AKMI
  • Jovens músicos oriundos do Quirguistão e Tajiquistão juntam-se num encontro inter-cultural musical.
    AKMI
Desenvolvimento cultural

O trabalho do desenvolvimento cultural na República do Quirguistão concentra-se na música e na educação musical como instrumentos de desenvolvimento. A música e os músicos têm desempenhado historicamente um papel essencial na Ásia Central, sobretudo na cultura do Quirguistão, onde a música e a poesia oral foram transmitidas por tradição oral do mestre (“ustat”) para o discípulo (“shakirt”). Durante a era soviética, esta transmissão foi deturpada e transformada numa educação musical ocidentalizada, enraizada no estudo de instrumentos como o piano, o acordeão e a balalaica. Após o fim da União Soviética, a falta de apoio às artes e cultura foi preenchida por um afluxo da música pop ocidental. Ao reconhecer a importância da revitalização das tradições musicais da tradição musical local, Sua Alteza criou a Iniciativa Aga Khan para a Música (AKMI), lançada em 2000. 

O Centro Ustatshakirt, sediado em Bishkek, o parceiro a longo prazo da Iniciativa para a Música, fundado pela Iniciativa Aga Khan para a Música, opera nas setes regiões do Quirguistão, em colaboração com instituições educativas, que vão das escolas primárias às universidades. O Umtul, o programa emblemático do centro, proporciona aos estudantes da escola primária uma componente de artes e cultura da sua educação através de instrução de grupos com o komuz, o famoso instrumento de cordas do Quirguistão. Os estudantes também participam em peças de teatro, cujos temas realçam os valores do pluralismo cultural e aprendem a recitar excertos do épico monumental Manas, amplamente considerado o maior tesouro do património nacional do Quirguistão. Atualmente, o Centro Ustatshakirt proporciona mais de 200 aulas de Umtul que servem cerca de 6000 estudantes em 38 escolas. O Muzchyrak, um programa gratuito, proporciona seminários e cursos breves a professores de música, para que possam desenvolver as capacidades de ensino e criação de música e fornece aos professores um repertório musical, assim como instrumentos para os agrupamentos de crianças. Desde a criação do Muzchyrak, foram oferecidos cerca de 2000 instrumentos aos professores. 

O Centro Ustatshakirt dá também formação a jovens artistas talentosos na área de “musicalidade cosmopolita”. Além da rigorosa formação dos instrumentos do Quirguistão, os alunos estudam orquestração e composição musical com o intuito de adaptar os estilos e géneros musicais tradicionais do Quirguistão a linguagens e idiomas artísticos neotradicionais e contemporâneos. Um grupo composto por licenciados dos programas do Ustatshakirt desempenha um papel ativo nos eventos organizados pela AKDN no Quirguistão e também pertence à carteira de artistas da Iniciativa Aga Khan para a Música, que permite acesso a salas de espectáculo internacionais. 

Uma iniciativa a longo prazo do Centro Ustatshakirt é um programa para estudantes universitários nas áreas de jornalismo e crítica de música, cujo objetivo é promover reportagens e crítica de eventos artísticos na imprensa escrita e nos meios de comunicação social do Quirguistão sobre a teoria de que a prática artística democrática deve estar intrinsecamente ligada a uma crítica e jornalismo artístico robustos.