Está aqui

Está aqui

  • O trabalho do Fundo Aga Khan para a Cultura na restauração de Herat, no Afeganistão, recebeu o Prémio UNESCO Ásia-Pacífico 2008 de Excelência para o Património - Exposição na Cisterna de Malik após a restauração, em Herat, Afeganistão.
    AKCS-A
  • Cidadela de Herat, no Afeganistão.
    AKDN / Christian Richters
  • Projeto de restauração da Cidade Velha de Herat, Programa Aga Khan para as Cidades Históricas, Afeganistão.
    AKDN / Christian Richters
  • Restauração da Cisterna de Malik e do Complexo da Mesquita em Herat, Afeganistão.
    AKCS-A
  • Santuário Abdullah Ansari, Pavilhão Namakdan, Gazurgah (Cinco quilómetros a nordeste de Herat), Afeganistão.
    AKDN / Christian Richters
Restauração em Herat

Herat é, há muito, uma cidade de importância estratégica, comercial e cultural. Ficou sob o domínio do califado Abássida no final do século VIII e era conhecida pela produção metalúrgica. Numa encruzilhada entre exércitos, mercadores e culturas rivais, em Herat viviam persas, pachtuns, uzbeques, turcomanos, baluchis e hazaras. No século XIV, foi saqueada por Timur, tendo vindo a experienciar um renascimento sob o governo do seu filho Shah Rukh. Embora muitas vezes devastada pela guerra ao longo da sua história, sobreviveram muitos monumentos islâmicos relevantes. O Fundo trabalhou arduamente para proteger este património único, com obras que se iniciaram em 2005 e se prolongaram por uma década.