Está aqui

Está aqui

Zanzibar: enfermeiros e parteiras transformam o panorama da saúde

Os habitantes de Zanzibar são servidos por mais de 200 unidades de saúde que prestam cuidados primários, primários-plus, secundários e terciários. O Hospital de Referência de Mnazi Mmoja, localizado no norte de Unguja, é a única instituição de nível superior a oferecer instalações de referência a todos os níveis e um atendimento cirúrgico abrangente. Os recursos de enfermagem são regidos pelo Conselho de Enfermeiros e Parteiras de Zanzibar, um órgão independente dedicado ao bem-estar dos profissionais e ao progresso da enfermagem e obstetrícia enquanto serviços essenciais e profissionais nas ilhas.

Ainda que fortemente interligado, o sistema de saúde ainda se esforça para oferecer cuidados de nível superior. Atualmente, os cuidados obstétricos e neonatais de emergência estão disponíveis em menos de 10% das unidades. Perante este cenário, o papel que cada pessoa desempenha na prestação de serviços de saúde torna-se ainda mais importante.

Na linha da frente dos prestadores de cuidados estão os enfermeiros e as parteiras. São estes os indivíduos que interagem com os pacientes à beira da cama, oferecem um primeiro ponto de contacto na comunidade e defendem mudanças nos padrões e regulamentos de saúde, em resposta às necessidades com que se deparam todos os dias.

A Escola de Enfermagem e Obstetrícia da Universidade Aga Khan tem vindo a trabalhar há mais de 15 anos com estes profissionais, apoiando no desenvolvimento das competências necessárias para que os enfermeiros e parteiras de Zanzibar consigam transformar o panorama da saúde. Estas são as suas histórias.