Está aqui

Está aqui

  • Sua Alteza o Aga Khan recebe no palco a Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas, Amina J. Mohammed, para proferir o discurso principal da Conferência Anual do Pluralismo.
    AKDN / Antonio Pedrosa
  • A Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas, Amina J. Mohammed, faz o discurso principal da Conferência Anual do Pluralismo.
    AKDN / Antonio Pedrosa
  • A Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas, Amina J. Mohammed, à conversa com Ricardo Costa, jornalista e diretor de informação do Grupo Impresa, de Portugal.
    AKDN / Antonio Pedrosa
  • A Muito Honorável Adrienne Clarkson, membro do Conselho de Administração do Centro Global pelo Pluralismo, profere o discurso de encerramento e exprime os seus agradecimentos à Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas, Amina J. Mohammed, que proferiu o discurso principal da Conferência Anual do Pluralismo 2019.
    AKDN / Sergio Garcia
  • Sua Alteza o Aga Khan, Presidente do Conselho de Administração do Centro Global pelo Pluralismo, profere o discurso de apresentação durante a Conferência Anual do Pluralismo 2019.
    AKDN / Sergio Garcia
Conferência Anual do Pluralismo 2019 do Centro Global pelo Pluralismo

Lisboa, Portugal, 11 de Junho de 2019 - Durante o seu discurso na sétima Conferência Anual do Pluralismo, a Secretária-Geral Adjunta da ONU, Amina J. Mohammed, abordou os vínculos entre o pluralismo e o desenvolvimento, destacando os perigos das crescentes desigualdades.

"A desigualdade atinge níveis extraordinários e está a crescer, tanto nos nossos países como na relação entre nações. Depois de uma década de declínio, o número de pessoas em situação de fome crónica no mundo voltou recentemente a aumentar - apesar de existir comida em abundância para todos."

A Sra. Mohammed foi uma das arquitetas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, um ambicioso conjunto de 17 objetivos de desenvolvimento adotados unanimemente pelos membros das Nações Unidas em 2015. Embora tenha sublinhado a natureza interligada dos objetivos e a sua intenção de beneficiar todos os membros da sociedade, ela apelou aos líderes que abordassem “o fosso entre as palavras e as ações; entre o ideal do pluralismo e as políticas e estratégias que nos permitirão colher os seus benefícios no nosso quotidiano."