Está aqui

Está aqui

  • Sala de Conferências, Faculdade de Medicina da Universidade Aga Khan, Karachi, Paquistão.
    AKDN / Kohi Marri
  • Átrio da Faculdade de Medicina, Karachi, Paquistão.
    AKDN / Kohi Marri
  • Faculdade de Medicina da Universidade Aga Khan em Karachi, Paquistão.
    AKDN / Gary Otte
  • A Faculdade de Medicina da Universidade Aga Khan em Karachi, no Paquistão.
    AKDN / Gary Otte
  • Estudantes festejam a licenciatura na Cerimónia de Convocação na Universidade Aga Khan em Karachi.
    AKDN / Hakim Sons
Faculdades de medicina

Os nossos licenciados em medicina incluem líderes internacionais como a Dra. Anita Zaidi, que ganhou o Prémio Caplow para Saúde Infantil em 2013 no valor de 1 milhão de dólares com o seu plano que salvou a vida das crianças de uma comunidade marginalizada de Karachi. Quarenta e nove por cento de todos os médicos formados na AKU são mulheres. 

No Paquistão e na África Oriental, os nossos docentes e ex-alunos da Faculdade de Medicina estão a estabelecer o padrão de referência para a qualidade dos cuidados médicos, formando novas gerações de médicos, desenvolvendo soluções inovadoras para desafios de saúde pública e providenciando aos decisores políticos recomendações baseadas em provas. 

No Paquistão, a Universidade oferece o grau MBBS (o equivalente ao bacharelato de medicina e de cirurgia na Europa); 33 programas de residência e 27 programas de bolsas de estudo; três programas de mestrado; e um doutoramento em ciências da saúde. Oferecemos as únicas bolsas do país numa dúzia de especialidades. 

O nosso currículo MBBS prepara os licenciados para promover de forma efetiva a saúde em contextos exigentes e dá importância especial aos cuidados primários e à saúde pública. Os alunos passam quase um quinto do seu tempo focados na saúde da comunidade e passam um tempo considerável em zonas economicamente carenciadas de Karachi, como parte do influente Programa de Saúde Urbana da Universidade. 

Muitos dos nossos licenciados vieram a estudar, trabalhar e ensinar nas melhores instituições de saúde do mundo. Muitos também permaneceram ou voltaram para o Paquistão, para onde trazem, nas palavras de um conhecido ex-alunos, “a ambição de estabelecer novos padrões para a prática, formação e investigação clínica e influenciar a medicina académica, as políticas de saúde e a saúde pública." 

Em 2004, a AKU iniciou cursos de pós-graduação em medicina na África Oriental, oferecendo atualmente nove programas de residência em áreas como a pediatria, obstetrícia e ginecologia, medicina familiar e cirurgia. A Universidade conta também vir a oferecer um programa de MBBS na África Oriental. 

No Afeganistão, a Universidade lançou em 2012 o programa de residências de formação no Instituto Médico Francês para Crianças, e hoje oferece programas em sete disciplinas, incluindo cirurgia pediátrica e radiologia. 

No total, os programas médicos da AKU formaram 5500 homens e mulheres. 

O nosso corpo docente está profundamente envolvido em investigações que abordam alguns dos problemas de saúde mais urgentes do mundo em desenvolvimento. A AKU é reconhecida internacionalmente pela sua liderança em saúde materno-infantil: em 2013 e 2014, vários estudos realizados por membros do nosso corpo docente e publicados na 'The Lancet' especificaram aquilo que seria necessário para salvar a vida de milhões de mulheres e crianças todos os anos. 

aku-pakistan-_km_4063_r.jpg


Alunos da Faculdade de Medicina em Sultanabad, Paquistão.