Aga Khan Development Network
 

What's New

General News

Press Releases

Speeches

Spotlights

Publications

In the Media

E-mail Bulletin Archives

Photos & Slide Shows

Videos

Podcasts

Awards received

Grant News

Rss

Um Tesouro Cultural Restaurado: Presidente Guebuza e Aga Khan inauguram o Histórico Hotel Polana Serena em Moçambique


Please also see:
Press Release in English
Speech by His Highness the Aga Khan (English, Portuguese
Speech by Prince Amyn Aga Khan (English, Portuguese)
Address by His Excellency Armando Emilio Guebuza (English, Portuguese)
Photographs from the Inauguration
Photographs of the Polana Serena Hotel
Overview of the Polana Serena Hotel
Video of the Inauguration

Maputo, Moçambique, 16 de Dezembro de 2010 - O Presidente de Moçambique, Sua Excelência Armando Guebuza inaugurou hoje oficialmente, o agora restaurado Hotel Polana Serena Hotel – um marco histórico à beira mar, na capital de Moçambique, Maputo, um dos mais imponentes hotéis de África da era colonial. Sua Alteza o Aga Khan, Imam (líder espiritual) dos Muçulmanos Shia Ismailis, Fundador e Presidente da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN), que devolveu ao hotel a sua antiga glória, também esteve presente nesta cerimónia, bem como o seu irmão mais novo, o Príncipe Amyn Aga Khan.

Situado no coração de Maputo em quatro hectares de terra exuberante, o Polana, com os seus 142 quartos, tem sido considerado um dos principais hotéis de África. Construído em 1922, foi concebido como um local de luxo que fosse um marco na cidade – então chamada Lourenço Marques, em honra do explorador e comerciante que fundou a colónia no século XVI. O hotel tornou-se rapidamente um paraíso histórico e cultural e um local de encontro que oferecia uma elegância e uma imponência únicas na região.

Falando na cerimónia inaugural, o Aga Khan explicou as razões que levaram à criação do Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico (AKFED) – que é o principal investidor do hotel Polana. “Uma lição que aprendemos muito depressa quanto ao processo do desenvolvimento foi que as premissas de investimento que eram familiares - e que tinham funcionado em períodos anteriores nas economias ocidentais – não iriam funcionar da mesma maneira no mundo pós-colonial. O capital privado que procurava obter dividendos rapidamente – com um mínimo de risco – não iria fluir imediatamente – e haveria que encontrar ou que gerar outras fontes de financiamento inicial”, disse.

Prosseguiu, explicando que as iniciativas de desenvolvimento da rede ao longo da última década têm sido muito diversificadas e que essa diversidade deve continuar a ser uma palavra de ordem. “Parece claro, por exemplo, que a melhoria da produtividade agrícola só pode ser uma parte de uma estratégia a longo prazo – vai chegar um momento em que a potencialidade de crescimento da agricultura irá diminuir – e devemos encorajar outras actividades que irão impactar um crescimento continuado.”

Ao adquirir o hotel em 2002, o Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico (AKFED) reconheceu a necessidade de devolver ao hotel o estatuto de ícone que tinha sido seu. O Polana sofreu um programa multi-anual de melhoramentos, modernizações e ampliações que muito conscienciosamente procurou trazê-lo de volta ao seu antigo esplendor.

O Aga Khan observou que o Grupo Serena contribui para o progresso económico de todos os países onde opera, e que esta é igualmente a sua intenção em Moçambique. “Ter instalações de nível mundial para quem viaja pode ser uma componente crucial do que chamamos de ‘ambiente propiciador’, um cenário onde outras iniciativas de desenvolvimento podem vir a enraizar-se e a florescer”, disse.

O Príncipe Amyn Aga Khan, irmão do Aga Khan e Presidente da Comissão Executiva do AKFED, disse que se pretende que o novo hotel seja um dos melhores de África.

“O Hotel Polana tem o estatuto de um ícone – sendo um dos poucos hotéis deste continente que pode reclamar ter um tal estatuto e sendo um dos casos raros nesta parte de África”, disse.

Durante a cerimónia de abertura, o Príncipe Amyn recebeu a certificação ISO 14001 para o Hotel Polana Serena das mãos do insigne biólogo e escritor moçambicano Mia Couto. A certificação foi atribuída em reconhecimento do sistema de reciclagem de águas cinzentas que produz água de qualidade para os jardins a partir das águas residuais do hotel. O hotel é o primeiro em Moçambique a receber esta certificação.

O hotel também recebeu o selo "Made in Mozambique”, que reconhece o seu compromisso em garantir que tudo o que faz reflecte o melhor dos valores, da hospitalidade, do serviço e dos produtos de qualidade de Moçambique e que continua a contribuir para o fortalecimento da cultura e da economia do país.

Para mais informação, por favor contacte: 
Karim Merali
Polana Serena Hotel
P.O Box 1151, Maputo, Moçambique
Av. Julius Nyerere 1380
Telefone +258 21 241700 / 800 | 6 +258 21 491480

Rui Carimo
Aga Khan Development Network
Avenida Julius Nyerere 1187
Telefone: +258 21 49 05 15
E-mail: rui.carimo@akdn.org

Notas:
A AKDN em Moçambique – O Acordo Diplomático de Cooperação entre o Governo da República de Moçambique e a Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) foi assinado em 1998. Durante cerca de uma década, a Fundação Aga Khan tem estado presente na província de Cabo Delgado, em 192 aldeias, beneficiando cerca de 125 000 pessoas. Os seus projectos centram-se na agricultura, educação, saúde, empreendedorismo, sociedade civil, ambiente, água e saneamento. Em Moçambique, estão ainda presentes outros organismos e entidades da AKDN que trabalham em vários sectores, como a microfinança, sob a Agência Aga Khan para a Microfinança, Desenvolvimento Profissional para professores, turismo sob o Fundo Aga Khan para o Desenvolvimento Económico, e empresas industriais como a fábrica de confecções Moztex.
A missão do AKFED é a de construir empresas sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento económico e criem emprego em regiões que necessitam de investimento estrangeiro directo. Opera uma rede de filiais com mais de 90 empresas de projectos individuais, empregando mais de 30 000 pessoas e encontra-se activo em 15 países da Ásia e de África: Afeganistão, Bangladesh, Burkina Faso, Costa do Marfim, Índia, Madagáscar, Mali, Moçambique, Paquistão, Quénia, República Democrática do Congo, Senegal, Tajiquistão, Tanzânia e Uganda.

Os Hotéis Serena gozam de uma reputação há muito definida pelos seus elevados padrões de conforto e de serviço em ambientes que promovem meticulosamente as tradições arquitectónicas, artesanais e culturais indígenas. O Serena edifica capacidade hoteleira em regiões onde outras cadeias oferecem um escasso serviço de alojamento a turismo e a negócios. As propriedades Serena têm estado na ribalta do desenvolvimento de recursos humanos, na geração de rendimentos em divisas estrangeiras e na criação de emprego aos residentes locais, ao mesmo tempo que aporta sensibilidade ambiental à indústria do turismo nas regiões onde opera. Actualmente, o seu portfolio inclui 25 hotéis, estâncias e cabinas de safari em 8 países – Afeganistão, Paquistão, Tajiquistão, Tanzânia, Quénia, Moçambique, Zanzibar e Uganda.

Bookmark and shareBookmark & Share

Return to top